Série aborda realidade dos negros nas Américas

Exibida em emissoras de 14 países das Américas, na última sexta-feira série abordou afro-panamenhos

A terceira reportagem da série As Américas têm cor: Afrodescendentes nos Censos do Século XXI foi exibida na última sexta-feira, dia 22, pelo canal Integración. Nas versões em português e espanhol, a reportagem abordou as condições de vida dos afro-panamenhos e preparativos para o censo deste ano. A educação é o pano de fundo do programa, que investiga a maneira como o racismo incide na vida daquele povo.

Dos países visitados pela reportagem, o Panamá é o que apresenta mais defasagem nos dados censitários. Os últimos censos realizados no país não dispõem de dados sobre a população negra. Para o levantamento deste ano foi estabelecida uma equipe técnica para organizar a campanha de autorreconhecimento.

Segundo especialistas, a falta de dados atualizados sobre a população negra fragiliza as políticas de superação de racismo e melhoria das condições de vida dos afro-panamenhos.

 A primeira reportagem da série, veiculada dia 8 de janeiro, revelou a expectativa dos afro-uruguaios para o censo, a participação no mercado de trabalho e as políticas públicas de combate ao racismo. Já a segunda reportagem, exibida no dia 15, abordou a preparação dos afro-equatorianos para o censo e os efeitos do plano plurinacional para eliminar a discriminação racial de desenvolvimento, em cumprimento ao plano de ação de Durban.

 Na última exibição da série, dia 29 de janeiro, o Brasil será o destaque com censo, afrodescendentes e ações afirmativas. No país, o primeiro censo que coleta o dado raça/cor/etnia brasileiro é do período da escravidão. A informação sobre raça/cor foi sempre (com exceção de 1970) produzida, coletada, mas pouco difundida.

Abaixo, o primeiro e o segundo episódios:

 Afrocenso na TV

A série de reportagens atende o objetivo de informar a população das Américas sobre a rodada dos censos 2010-2012,e apresenta as condições de vida das populações negras do Brasil, Equador, Panamá e Uruguai, a resistência negra ao longo dos tempos e um panorama das políticas públicas de enfrentamento ao racismo.

 As reportagens foram produzidas pelo Canal Integración e estão sendo difundidas pelo sistema público de televisão brasileiro – NBr, TV Brasil, TV Câmara e TV Senado e uma rede de emissoras associadas de televisões públicas e privadas de 14 países americanos: Argentina, Brasil,Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Peru, Uruguai e Venezuela.

 A série As Américas têm cor: Afrodescendentes nos Censos do Século XXI é resultado da parceria entre Canal Integración/Empresa Brasil de Comunicação, Grupo de Trabalho Afrodescendentes das Américas Censos de 2010 e Unifem Brasil e Cone Sul, por meio do programa regional de gênero, raça e etnia desenvolvido no Brasil, Bolívia, Guatemala e Paraguai.

 Fonte: Unifem Brasil e Cone Sul

Anúncios

Um comentário sobre “Série aborda realidade dos negros nas Américas

  1. Ruy Crisostomo Barbosa:

    DIZ, É muito inportante a realidade do Censos, só que deveriamos fazer da sequinte forma. 1º saber porque as grandes redes de Televisão tem dificuldade de dar close nos senhores e senhoras da raça NEGRA, quando os motivos não são Campanha politica, simbolizando a Mizeria ou marginalidade usando a imagem do negro:

    Em eventos sociais e nas ruas os NEGROS geralmente são colocados a lado, exeto quando é tendenciosamente intrevistados fazendo perguntas que sabem da dificuldade que temos de responder por uma serié de razões:

    Porque nós caimos no que o cistema implanta, o desenteresse, saber porque os Negros não tem direito ao encino público e sim direito a uma mentira, são tantas coisas que antes de se declarar quantos negros existem por Estado Brasileiro, por isso que acho o censo um bleife.

    Não nos enganemos a evolução é obrigatoria, antigamente os negros de com 2º graú, tinham sub/emprego. Hojé com as cotas temos sub/ emprego.

    Qual o misterio vocês sabem? Condições de se fazer uma expecialização ou melhor prograduação que é mais cara d”Q fazer faculdade, e onde fica a escolha por curriculúm, logico na pro graduação, são estes trugues que é implantado pelo cistema e nós damos os votos as DILMAS da vida e outros.

    Como teremos conciencia, no dia que o NEGRO tiver estimulo para ter orgulho pelo proprio NEGRO:

    Veja ai o caso De Joaquim Barbosa, onde está os movimentos negros do Brasil os blocos afros da Bahia os tereiros da religião Africana, que não fazem uma MENSÂO em favor da defeza deste Homem que não é desleal, desonesto, mafioso, corrupito, cadê estas entidades ditas participativas !

    Meus amigos quando Pelé disse em 1970 Não olhem para mim, olhem para as crianças do Brasil: Foi criticado por toda emprensa marron deste pais. Respondo Fernandinho Beira Mar tinha 7 anos. Quando é que vamos fazer um Censo para saber se nós gostamos de nós mesmo ou melhor de nossa raça.

    Não esperarei reparação, nós teremos de fazer vencendo, não é só falando tenho 63 anos vir muita coisa, a Aeronautica fazer descriminação Racial, a Marinha também, o Exercito não fica atris, olha meus amigos hojé só na Aeronautica tivemos nos ultimos 20 anos 7 a 8 Coroneis Negros, Capitão, Major, Ten Coronel, Negros no exercito tem de montão.

    Isso não é evolução são eles que não querem ser militares, eles querem ser Politicos Dep.Federal, Senador, Governador,Presidentes, sabe porque porque eles ditão as regras do jogo, e nós obedecemos, independente de nestas corporações eles são do 1º escalão Generais, Brigadeiros etc……!
    De que vale o cenco só pra eles saberem quantos idiotas existem no Brasil nas suas respectivas idades para que no futuro seus Filhos,Netos e bis netos venha nos governar temos exemplo no Maranhão, Bahia, sei lá …!

    Onde estar a ministra da reparação social : Que não se manifesta em cadeia nacional em defesade Joaquim Barbosa: Este é o exemplo do que falo se a, o, Presidente(a) fosse Negro(a) ela não ficaria calada a frente desta quadrilha de cooporotivistas que querem a qualquer custo retirar o Presidente do Supremo Tribunal Federal o unico DOUTOR que componhe o quadro da maior Corte de justiça deste pais para fora por não seder as mazelas viciadas do cistema…….! Viva Cachoeira, Malufe, Filha de Sarney, Jesuino, o Juiz Lalau, é tanta gente que daria um bom censo de desonestos.
    Falei e estou a disposição: Ruy Crisostomo Barbosa. Salvador /Bahia/ Negro Afro decendente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s