Fundação Cultural Palmares exibirá três filmes inéditos nos cinemas para celebrar o Dia Nacional da Cultura no próximo dia 5

Três filmes nacionais ainda inéditos no circuito comercial e que abordam temas estreitamente ligados ao cotidiano dos afro-brasileiros foram selecionados pela Fundação Cultural Palmares para uma mostra cinematográfica que celebrará o Dia Nacional da Cultura, na próxima sexta-feira, dia 5 de novembro. Trampolim do Forte, Jardim das Folhas Sagradas e Bróder! serão exibidos durante o seminário Qual é a face negra da mídia?. Os dramas sociais retratados na tela serão debatidos com a presença de artistas, profissionais ligados à cultura e público em geral. O evento será realizado em Brasília/DF, no Museu Nacional Honestino Guimarães, a partir das 9h.

A escolha, pela Fundação Cultural Palmares, de uma mostra de cinema para celebrar a data nacional da cultura está ligada ao destaque crescente que vem sendo dado pela sétima arte nacional ao cotidiano e à história do negro no Brasil. “A atividade está alinhada com a política do Ministério da Cultura de reconhecer e valorizar a cultura negra como importante matriz do processo de formação do povo brasileiro”, destaca o presidente da Fundação, Zulu Araújo.

Na ocasião,  também será exibida a exposição fotográfica 4 dos 22, que resgata imagens que marcaram a trajetória da Fundação Cultural Palmares nos últimos quatro anos.

Inscrições

A Fundação Cultural Palmares oferece 100 vagas gratuitas para participação do público no seminário. Para fazer a inscrição, deve-se seguir a programação abaixo:

Programação 01

Turno da manhã. Seminário Qual é a Face Negra da Mídia?  (9h as 12h)

Programação 02

Turno da tarde. Exibição de filmes (14h as 18h)

Filme 01: Bróder (14h30)

Filme 02: Trampolim do Forte (16h30)

Programação 03

Turno noturno. Exibição de filme (19h as 21h)

Filme 03: Jardim das Folhas Sagradas (19h30)

Depois de escolher a programação desejada, o interessado deve enviar uma mensagem para o endereço eletrônico diadacultura@palmares.gov.br, com os seguintes dados:

NOME:

DATA DE NASCIMENTO:

CI:

ATIVIDADE PROFISSIONAL:

PROGRAMAÇÃO QUE DESEJA: (01, 02 OU 03)

Observações importantes: Professores, organizações não-governamentais e grupos culturais podem solicitar inscrição de grupos. As inscrições serão aceitas até o preenchimento das 100 vagas disponíveis e apenas estarão confirmadas com o recebimento, por e-mail, de resposta da coordenação do evento. Na data do seminário haverá, na entrada do Museu Nacional Honestino Guimarães, uma lista com o nome de todos os inscritos.

Sinopses dos longas

Trampolim do Forte retrata o cotidiano de crianças de faixas etárias e classes sociais distintas, em especial das de origem humilde, que frenquentam o trampolim do Forte, ponto de encontro da badalada praia do Porto da Barra, em Salvador/BA. O filme transcende a estória de crianças que vivem em situações limite e fala sobre a importância da infância com doses equilibradas de aventura, drama, suspense, humor, romance e poesia, em uma estória mágica e incrivelmente real.

A trama gira em torno de estórias como as de Déo e Felizardo, dupla de amigos que faz do trampolim um templo diário de brincadeiras, trocas de experiências e expressão de criatividade e, dos saltos, uma válvula de escape para a difícil vida de trabalho nas ruas. O filme é fruto da observação in loco do roteirista e diretor João Mattos, que na infância e adolescência foi frequentador assíduo do local. O roteiro, escrito como uma espécie de etnografia fictícia, é baseado em experiências reais de observação, cuja estória traduz e discute os dramas cotidianos deste grupo de amigos.

Ficha técnica

Roteiro e Direção: João Rodrigo Mattos

Elenco: Lúcio Lima (Déo), Adailson dos Santos (Felizardo), Everton Machado (Fuleirinho), Laís Rocha (Flor da Pele), Rafael Souza (Caga Seco), Wesley Guimarães (Mingo), Manoela Santiago (Bel Prazeres), Darinka Moreno (Lis Boa), Paloma Bonfim (Dora Avante), Felipe Miranda (Furico), Heron dos Anjos (Michel Michê), Jéssica Duarte (Teteia), Wallace de Jesus (Calçola), Luís Miranda (Reverendo Magalhães), Marcélia Cartaxo (Dona do Céu), Zéu Britto (Fã Clube), Diego Oliveira (João Rapagão), Cláudia di Moura (Dona Generosa), Fernando Neves (padrasto), Wilson Mello (papai garotão), Angelo Flávio (Hannah Barbera), Alex Muniz (Tia Arilma) e Bertho Filho (Altamirando)

Site: www.trampolimdoforte.com.br

Blog: http://trampolimdoforte.blogspot.com/

Jardim das Folhas Sagradas é dirigido por Pola Ribeiro e aborda espiritualidade, ecologia e conflitos do cotidiano urbano. Oferece ainda o debate sobre bissexualidade, intolerância religiosa e preconceitos étnicos, ao mesmo tempo em que expõe nuances do Candomblé e discute a degradação das áreas verdes nas cidades vitimadas pela especulação imobiliária. A obra é o resultado de um amplo projeto de pesquisa a respeito da religião afro-brasileira. Um dos grandes desafios do filme é retratar de maneira respeitosa as tradições dessa religião e torná-la acessível para os espectadores que não conhecem seus rituais. Além disso, a película estabelece contrapontos entre a tradição e a modernidade.

A ficção gira em torno da história de Bonfim, bancário bem sucedido, negro, bissexual e casado com uma mulher branca e de crença evangélica. O personagem vive na Salvador/BA contemporânea e recebe a incumbência de montar um terreiro de Candomblé no espaço urbano. Para isto, enfrentará a especulação imobiliária numa cidade de crescimento vertiginoso, o preconceito racial e a intolerância religiosa. Este homem, embora questione a tradição da própria religião, tem a missão de montar um ambiente sagrado e de respeito à natureza, superando as contradições e conflitos trazidos pela modernidade.

Ficha técnica

Diretor: Pola Ribeiro

Roteiristas: Pola Ribeiro e Henrique Andrade

Elenco: Antônio Godí (Miguel Bonfim), Harildo Deda (Martiniano), Evelin Buchegguer (Ângela), João Miguel (Castro); Aurístela Sá (Cora), Sérgio Guedes (Jairo) e Érico Brás (Bará)

Site: http://www.jardimdasfolhassagradas.com.br/

Blog: http://blog.jardimdasfolhassagradas.com/

Bróder! foi o grande vencedor da 38ª edição do Festival de Cinema de Gramado e levou três Kikitos: melhor filme, melhor direção e melhor ator. O tema central do primeiro longa dirigido por Jefferson De gira em torno do abismo social que caracteriza uma metrópole como São Paulo e trata das diferenças raciais e sociais, da estrutura da família e do sucesso de seus integrantes. O diretor resolveu dar a um ator branco o papel de protagonista da obra com o intuito de questionar o que é ser negro e o que é ser branco em um país em que as riquezas são diferentes, mas miséria ainda é miséria em qualquer lugar.

Focada na amizade, a história retetrata o reencontro de três amigos que dividiram a infância no Capão Redondo, região da periferia paulistana. Um é jogador de futebol em ascensão no exterior; o outro é um recém-formado em Direito que trabalha como corretor de imóveis; e o protagonista se mantém no bairro e flerta com a criminalidade. Os amigos tentarão ajudar a resolver os problemas do personagem central com a criminalidade local, enquanto se conscientizem que, embora separados pela vida, algo muito maior os une.

Ficha técnica

Diretor: Jeferson De

Roteiristas: Newton Cannito e Jeferson De

Elenco: Caio Blat (Macu), Jonathan Haagensen (Jaiminho), Silvio Guindane (Pibe), Cássia Kiss (Dona Sônia), Ailton Graça (Seu Francisco)

Trailer: http://tv.estadao.com.br/videos,trailer-de-broder,112064,262,0.htm

 

Serviço

Seminário Qual é a face negra da mídia?

Data: 5 de novembro de 2010

Horário: A partir das 9h

Local: Museu Nacional Honestino Guimarães

Endereço: Conjunto Cultural da República – Esplanada dos Ministérios – Brasília/DF

Mais informações para a imprensa e pedidos de entrevistas

Iara Vidal

Consultora Fundação Palmares

Assessoria de imprensa seminário Qual é a face negra da mídia?

Azimute Comunicação

Diretora de Atendimento

iara@azimutecomunicacao.com.br

55 61 8175-1573

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s