FILME SOBRE A RAINHA DE ANGOLA

Filme traz às telonas a história da rainha guerreira Njinga, símbolo do povo angolano

A produção “Njinga, Rainha de Angola” conta a história da rainha guerreira Njinga | FOTO: Divulgação

Merecidamente, Angola está na moda. Seja nos campos da economia e do desenvolvimento, puxados pela produção de petróleo, seja no cultural, com a difusão cada vez maior de suas manifestações populares, em especial o Kuduro. Hoje, ao ligarmos a TV, já podemos ver jovens angolanos numa dança frenética ao som de uma música herdeira de ritmos como Sungura, Kizomba, Semba, Ragga, Afro House e até mesmo do Rap.

Nos últimos anos, Angola tornou-se um dos maiores mercados consumidores dos produtos televisivos do Brasil – além de comprar novelas, os espectadores angolanos assistem ao vivo, por satélite, à programação da Globo e da Record. Hoje, esse país também já começa a ser conhecido por seus produtos culturais, como a novela “Windeck”, indicada ao EMMY Internacional, uma produção da Semba Comunicação.

Foi essa mesma produtora, da qual faz parte o músico Coréon Dú, filho do presidente da República, que lançou, durante as comemorações do aniversário da independência daquele país, a superprodução “Njinga, Rainha de Angola”. Trata-se da saga da herdeira do rei mani Ngola Kiluanje Kia Samba, que vivia em Mbanza Kabassa, matriarca dos reinos de Matamba e Ndongo. Uma aula de história que, quando for exibida no Brasil, trará às nossas escolas maior conteúdo para o cumprimento da Lei 10.639/03, pois fala das origens de um dos povos que a diáspora africana espalhou pelo mundo e que representa o maior número de africanos trazidos para cá, entre os séculos XVI e XIX.

A edição de número 44 do Cultura – Jornal Angolano de Artes e Letras, do jornalista José Luiz Mendonça, nos informa que o filme apresenta uma bela recriação de época e traz um enredo recheado de conflitos, da resistência africana aos colonizadores, ora portugueses, ora holandeses, à disputa pelo trono do império entre os irmãos Njinga Mbandi – também conhecida por Nzinga ou simplesmente Rainha Jinga –, Ngola Mbandi e Ngola Ary, o filho bastardo de Kiluanje.

Cena do filme “Njinga, Rainha de Angola” | FOTO: Divulgação

Conheça a atriz do filme

Esse filme valoriza as línguas locais, em especial o Kimbundo, e seus apelos dramáticos apresentam uma Njinga estrategista e obstinada, disposta a sacrificar seu amor em favor da luta para libertar seu povo. Outro foco fundamental é a força da mulher africana, destacada pela lealdade à rainha, das irmãs Kifunje e Kambo.

Para viver a protagonista, foi escolhida a modelo e atriz Lesliana Pereira, de 26 anos, a miss Angola 2008, que também é apresentadora do programa Revista África, da Globo internacional. Quando miss, veio ao Brasil conceder uma entrevista a Jô Soares e fez um teste que lhe rendeu sua estreia em cinema, como a personagem Fadona, do filme brasileiro “Xuxa em O Mistério de Feiurinha”, de 2010.

A pré-estreia de “Njinga, Rainha de Angola”, no Centro de Convenções de Belas, no Futungo II, foi um acontecimento hollywoodiano que parou Luanda e contou com a presença do presidente da República, José Eduardo dos Santos, e da primeira-dama, Ana Paula dos Santos. Ao final da exibição, as três mil pessoas, entre políticos, artistas, escritores, jornalistas, historiadores e amantes da sétima arte, aclamaram o filme, aplaudindo em pé por longos minutos. O filme deve se transformar numa minissérie para TV e inaugurar uma série de cinebiografias de heróis e heroínas angolanas. Na primeira semana de exibição, em Angola, sua bilheteria superou à de “Avatar”.

Fonte: Raça Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s