Editorial

Inaceitável! No ano de 2015, o homem ainda retrai quanto a sua capacidade de afeto, aceitação e acima de tudo, respeito. O caso da menina Kailane Campos é a imagem clara que a intolerância, tolera, que outrem seja “Deus” e julgue o seu semelhante com crueldade.

Deus é o Ser supremo, o espírito infinito e eterno, criador e preservador do Universo. Indivíduo ou personagem que, por qualidades extraordinárias, se impõe à adoração ou ao amor dos homens. Objeto de um culto, ou de um desejo ardente que se antepõe a todos os outros desejos ou afetos. Estes são alguns dos significados etimológicos de Deus, e que o homem, o profana sem o sentir. Utiliza-o como instrumento inquisidor, sem o adorar. Machuca o seu semelhante travestido de amor. Amor? Deus é único! Sou candomblecista, sim.  Você que está lendo pode ser católico, evangélico, budista, muçulmano ou ateu mas, por favor, que não nos falte  amor!

A falta dele mata, sacrifica, corrói… E o resultado encontra-se estampado na pequena Kailane.

Parafraseando Nietzsche, eu acredito em um Deus que sabe dançar. Por ele, por você e por Amor, merecemos ser respeitados.

Cláudia Rosário

image

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s