Tambor de Crioula terá espaço exclusivo no São João de Todos

Expressão cultural genuinamente maranhense, o Tambor de Crioula terá espaço exclusivo neste São João de Todos 2016. Com uma programação especial, os arraiais da Praia Grande e Parque Folclórico da Vila Palmeira destinarão ambientes específicos para as apresentações dos grupos de Tambor de Crioula, valorizando essa que é uma das mais tradicionais manifestações da cultura popular do Maranhão.

Tambor de Crioula agitou o 'Carnaval de Todos' na sexta-feira.

No Arraial da Praia Grande, os grupos de tambor de crioula se apresentarão no Canto da Faustina, espaço já conhecido do grande público. No Arraial da Vila Palmeira será montada a Tenda “Teresinha Jansen”, área reservada também só para o tambor de crioula. A tenda faz homenagem a uma das mais ativas folcloristas da cultura maranhense, presidente do grupo de bumba meu boi “Fé em Deus” por mais de 30 anos, e que deixou um legado de tradição cultural para várias gerações.

“É importante preservar e incentivar a pluralidade de culturas que fortalecem as tradições do estado, e nos festejos juninos temos a oportunidade de criar os espaços de expressão e beleza como é o caso do tambor de crioula”, enfatizou o Secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino.

Registrado como patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 2007, o Tambor de Crioula é uma forma de expressão de matriz afro-brasileira que envolve dança circular, canto e percussão de tambores. A manifestação também tem um dia só seu para comemorar. No dia 18 de junho, em plena temporada junina, é comemorado o Dia Nacional do Tambor de Crioula, data estabelecida pela lei nº 13.248, de 12 de janeiro de 2016.

Características

Os passos das dançarinas na coreografia marcada pelo batuque ritmado dos tambores e pelos cantos entoados coletivamente dão o tom dessa forma de expressão de singularidade maranhense e de matriz afro-brasileira. A dança apresenta uma particularidade: a punga. Durante a dança entre as mulheres, o gesto indica saudação e convite para outro brincante entrar e sair da roda.

Outra característica é a indumentária. As brincantes dançam com saias rodadas e estampas coloridas, anáguas largas com renda na borda e blusas rendadas e decotadas brancas ou de cor. Os adornos de flores, colares, pulseiras e torços coloridos na cabeça terminam de compor a caracterização da dançante. Os homens trajam calça escura e camisa estampada.

Fonte: Jornal Pequeno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s