Vodun Zo festeja 25 anos de projeto

Projeto de capoeira do Terreiro Vodun Zo completa 25 anos. Foto: Gildo Lima | Ag. A TARDE | 11.11.2010

A partir de hoje começa o Festival Capoeira Baiana Brasil 2011. O evento comemora os 25 anos do Projeto Vodun Zo Curuzu, sediado no Terreiro Vodun Zo, de tradição jeje, que é comandado pelo doté Amilton Costa.

Às 16 horas tem palestra da professora Sandra Caldas, especialista em História e Cultura Afro-Brasileira, seguida de oficina de ritmo, ministrada pelo professor Careca da CCB-Bahia que organiza o evento; oficina de capoeira regional com o Mestre Tony do Grupo Tempo e roda de boas vindas com os meninos e meninas do Projeto Vodun Zo.

As atividades vão até o próximo domingo com uma festa de batizado, a partir das 15 horas, seguido da partilha de um delicioso caruru.

Festejar essa iniciativa é uma vitória, pois, com muita luta, a oportunidade de praticar capoeira, dentro de um terreiro de candomblé, virou alternativa de interação e crescimento para meninas e meninos da Liberdade, onde está localizado o Vodun Zo. Doté Amilton e a comunidade que ele dirige tem, enfim, motivos de sobra para comemorar. Axé!

Confiram abaixo a programação detalhada e, quem puder, deve ir prestigiar.

O Vodun Zo fica na Rua do Curuzu. Para quem vem pela Lima e Silva fica à esquerda, antes de chegar à sede do Ilê Aiyê. Para quem vem pela San Martin é à direita logo depois de passar pela sede do bloco afro.

Quarta-feira

16 às 17 horaas- Palestra- Professora Sandra Caldas-Especialista em História e Cultura Afro-Brasileira (Projeto Vodun Zo Curuzu)
17 às 18h30- Oficina de Ritmo- Professor Careca (CCCB)
18h30 às 20h- Oficina de Capoeira Regional Mestre Tony- Grupo Tempo (Projeto Vodun Zo Curuzu)
20 horas- Roda de Boas Vindas- Projeto Vodun Zo

Quinta-feira

10 às 12 horas- Palestra Mestre Nenel- Filhos de Bimba Escola de Capoeira
16 às 17 horas- Oficina de Capoeira Regional- Professor Biriba- ECRR
17 às 18h30- Oficina de Capoeira Regional- Mestre Orelha- Associação Kirubê
18h30 às 20 horas- Oficina de Capoeira Regional -Mestre Bamba- Associação de Capoeira Mestre Bimba
20 horas-Roda- Projeto Vodun Zo

Sexta-feira
10 às 12 horas- Palestra- Turma do Bimba
16 às 17 horas- Oficina de Ritmo- Professor Careca- CCCB
17 às 18 horas- Oficina de Capoeira Regional- Mestre Bôbô- Associação Abolição
18 às 19 horas- Oficina de Capoeira Regional- Contra-Mestre Cabeça- ECRR
19 às 21 horas- Festival de Quadras e Corridos- Projeto Vodun Zo

Sábado
10 às 12 horas- Vivência de Capoeira Angola- Mestre Rennê Bittencourt-ACANNE
16 às 17h30- Oficina de Capoeira Regional- Mestre Salário Mínimo- Turma do Bimba
17h30 às 19 horas- Oficina de Capoeira Regional Mestre Saci- Turma do Bimba
19 às 20 horas- Oficina de Capoeira Regional Contra Mestre Jegue- ECRR
20 horas- Roda Projeto Vodun Zo

Domingo
15 às 18 horas- Festa do Batizado
18 horas- Caruru CCCB-Projeto Vodun Zo

 

Fonte: A Tarde

Anúncios

Comunidade do Seja Hundé celebra vitória

Seja Hundé, também conhecido como Roça do Ventura, ganhou proteção federal. Foto: Marco Aurélio Martins| Ag. A TARDE| 08.12. 2008

Após muita luta da sua comunidade, o Seja Hundé, um dos mais tradicionais terreiros de nação jeje do País, localizado em Cachoeira, no recôncavo baiano, já desfruta de proteção federal.

Isso porque o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) publicou, no último dia 10, a notificação sobre o processo de tombamento do terreiro.

É um passo seguro até o tombamento e que já protege a Casa de agressões como o desmatamento de seu espaço sagrado que aconteceu recentemente.

Esse reconhecimetno nacional para o Seja Hundé é mais uma vitória no caminho da reparação aos templos de matriz africana que já foram tão perseguidos pelo Estado em suas variadas representações.

 

Fonte: A Tarde Online